sábado, 10 de abril de 2010

A minha filha nasceu

Ontem dia 09 de Abril nasceu a minha filha.Poderia ter sido um nascimento normal mas teve algo fora do normal ...nasceu a caminho da maternidade .
Deixo aqui a noticia que saiu na edição do Diário de Coimbra

"Criança está bem de saúde

Bebé prematura nasce em ambulância em Soure

Vítor Cruz e Tiago Santos foram os bombeiros responsáveis pelo nascimento da pequena Diana que, definitivamente, tinha pressa para nascer

Tiago Santos ainda não estava bem refeito da emoção. Afinal de contas, muito poucas horas antes, este bombeiro profissional da corporação de Soure tinha acabado de trazer uma criança ao mundo. Uma menina. A primeira da sua carreira de quatro anos. «É uma experiência gratificante, fora do comum», não se cansa de dizer.
Este bombeiro de 25 anos faz, com Vítor Cruz, subchefe dos bombeiros de Soure, uma dupla de soldados da paz que ontem ajudaram a nascer a Diana, uma bebé pequenina, segunda filha de Paula Nunes, de 34 anos, que às 35 semanas e dois dias se cansou do calor da barriga da mãe e decidiu pregar a todos uma dupla partida.
A primeira foi ter nascido antes do tempo previsto. A segunda, foi não ter esperado que os bombeiros transportassem a mãe até à maternidade, acabando por nascer dentro da ambulância dos Bombeiros Voluntários de Soure, mesmo junto a umas bombas de gasolina daquela localidade.
Segundo conta Tiago Santos, seriam 5h00 de ontem quando o saco das águas de Paula Nunes rebentou. Mãe experiente, uma vez que já tinha tido uma filha, terá achado que tinha tempo de chegar à maternidade. Só que a pequena Diana devia estar mesmo com pressa para nascer. Às 7h26 os bombeiros receberam o alerta para se deslocarem à localidade de Rolhão, freguesia de Soure, e, quando lá chegaram já Paula Nunes estava com contracções «de dois em dois minutos».
Não havia velocidade que evitasse mais um nascimento de um bebé dentro de uma ambulância dos bombeiros. Menos de 20 minutos depois do alerta, já os dois bombeiros tinham vestido a “farda” de parteiros para trazer ao mundo a pequena Diana, que nasceu às 7h45, junto às bombas da Repsol, em Soure, como informa o comandante dos bombeiros locais, Carlos Luís Tavares, numa informação enviada para as redacções.
«Foi tudo extremamente rápido», confirma ao Diário de Coimbra Tiago Santos, com as palavras possíveis para quem tinha acabado de viver «uma grande emoção». É claro que os bombeiros têm «formação específica para estas ocasiões por entidades acreditadas», mas a prática é a prática e, neste caso, havia «a responsabilidade acrescida de ser um parto prematuro», confessa o jovem bombeiro, satisfeito por, no balanço da “ocorrência”, «tudo ter corrido bem».
A pequena Diana e a mãe foram, depois do parto, transportadas para a Maternidade Bissaya Barreto e, de acordo com os bombeiros, «estão bem de saúde». Fonte da maternidade confirmou a chegada, pelas 8h23, de Paula Nunes àquela unidade hospitalar, adiantando que a bebé, que nasceu com 2.580 Kg, «não necessitou de cuidados especiais e encontra-se bem, junto da mãe, cujo estado de saúde evolui dentro da normalidade para a situação clínica»."

A minha homenagem a todos o que fizeram possivel a minha filha e a minha esposa estarem em perfeita saude neste momento ..OBRIGADO!

4 comentários:

Roberto Arbolea Aragoncillo disse...

Parabéns José uma grande alegria saber que vocês estão todos bem.

Óscar Pereiro disse...

Parabéns... curioso nascimento.. bicos á criança e mais a nai

Acuariofilia Total disse...

Felicidades amigo, mis mejores deseo para tu familia desde CR

João Lourenço disse...

Muitos parabéns e muitas felicidades!